Importação do IFA, para produção da vacina, parte da China e chega ao Brasil no fim da semana, diz Bolsonaro

Bolsonaro e Xi Jinping Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou em suas redes sociais, nesta segunda-feira (25) que os 5.400 litros de insumo para produção de vacinas, chegam ao Brasil nos próximos dias. Pela primeira vez em seu mandato, a autoridade presidencial destacou a sensibilidade do governo chinês diante da embaixada no Brasil e com as negociações da vacina de coronavírus.

Sem dar muitos detalhes, a publicação salienta que o insumo será usado para a produção de doses da coronavac e também do imunizante da Astrazeneca. O ingrediente farmacêutico ativo, (IFA) já foi aprovado para o imunizante do Butantan em breve sairá a decisão sobre a vacina da Fiocruz.

A falta de diálogo do governo federal com os asiáticos resultou no atraso do envio do IFA na última semana. O embaixador chinês, Yang Wanming demostrou otimismo diante das negociações com o Brasil e no Twitter, mesmo após o imbróglio envolvendo os Bolsonaro e a China diante das relações diplomáticas entre os dois países, publicou:

O Governador de São Paulo, João Doria (PSDB) ainda não se manifestou sobre a declaração, mas afirmou nesta segunda (25) que vai se reunir amanhã com o embaixador chinês e na sequência terá as definições da produção de mais 5 milhões de doses da coronavac.