Contra a Covid-19, todo estado deve ter medidas mais severas a partir desta semana

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

Medidas mais severas de combate à pandemia devem ser adotadas pelo Governo de São Paulo a partir dos próximos dias. Nesta terça-feira (02) prefeitos dos municípios paulistas, inclusive o chefe do executivo municipal, Guti (PSD) participaram de reunião com Governador João Doria (PSDB).

Antes, uma reunião do Centro de Contingência da Covid-19, comitê que reúne autoridades administrativas do governo de São Paulo e especialistas da área médica, definiram que são necessárias novas restrições no plano de flexibilização da quarentena.

A medida se dá como forma de contenção do avanço da doença e medidas mais amplas na circulação de pessoas devem ser adotas. Nesta terça, em entrevista à Rádio CBN, o Secretário Estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn defendeu a suspensão das aulas presenciais.

De acordo com o médico infectologista, manter escolas abertas implica em deslocamentos que contribuem com a propagação do vírus. Ele admite que muitos estados chegaram a uma situação limite, mas não concorda com a adoção de lockdown em São Paulo.

“Temos que fazer restrições sim, muito mais robustas e enérgicas, mas não temos capacidade de fazer lockdown no Brasil. As pessoas vão morrer de fome. Vamos ter um problema civil, social”, afirmou Gorinchteyn.

O Governador João Doria (PSDB) afirmou em entrevista nesta terça-feira (02) que o país vive o pior momento da pandemia desde o primeiro caso em 26 de fevereiro de 2020. Mais tarde publicou no Twitter:

Entretanto, o Secretário Estadual de Educação, Rossieli Soares é contra o fechamento de escolas. Ele tem desempenhado um papel combativo e defende o funcionamento das atividades escolares de forma presencial somadas ao regime online.

O anúncio deve ser feito nesta quarta-feira (02) no Palácio dos Bandeirantes, quando todo o estado deve ser colocado em fase vermelha, em que somente serviços essenciais podem funcionar. Na última sexta-feira (26), o governo Doria colocou Guarulhos na etapa laranja.

Desde então, não só a cidade, mas todas os municípios paulistas tem ‘toque de restrições’, medida adotada pelo governo estadual que prevê o fechamento do comércio entre 23h e 05h. Somente hoje, a taxa de ocupação de leitos públicos na Grande São Paulo está em 75,5%.