“Governador, manda amanhã” suplica Guti a Doria para envio da vacina a Guarulhos

Foto: Reprodução/Redes Sociais

Lote da Coronavac vindo a Guarulhos foi cancelado, segundo informou a prefeitura, o estado ainda não fez a distribuição das doses para o município

O prefeito de Guarulhos, Gustavo Henric Costa (PSD) afirmou durante live nas redes sociais, nesta terça-feira (19) que ofereceu transporte para que doses da coronavac viessem à Guarulhos. Segundo ele, o estado negou e ainda não há previsão de envio para o município.

O interior do estado já está recebendo doses e vacinando sua população, segundo informou o estado, 8 mil pessoas foram imunizadas de ontem para hoje. Conforme divulgou o Condemat pela manhã, Guarulhos ficou com a maior fatia de doses a serem distribuídas ao Alto Tietê.

“Em 4 dias, a gente consegue vacinar 13.680 pessoas”, apontou Guti. A cidade estima que 32 mil profissionais de saúde atuem na cidade. As primeiras doses são insuficientes só para este grupo prioritário, na primeira fase idosos, indígenas e quilombolas também devem ser vacinados.

As autoridades municipais confirmaram que a distribuição da coronavac à população não será por meio de drive-thru, devido as condições de armazenamento. Entretanto, Guti diz que as equipes estão prontas para atuar na distribuição, porém a prefeitura não divulgou como será o esquema de imunização.

Guti reclamou da demora que para ele não faz sentido, já que a cidade protagonizou o envio das doses ao resto do país. “Os lotes partiram daqui”, disse o prefeito que elencou que a cidade é a segunda maior do estado, possui o aeroporto e as rodovias mais importantes.

Em tom de apelo, o prefeito suplicou ao Governador João Doria (PSDB) que se estivesse assistindo ao vídeo que faça o envio o quanto antes. Afirmou que não quer aparecer, mas deseja que a cidade comece vacinar, já que ele está sendo pressionado e com razão.

Na ocasião, o secretário de saúde, Dr. José Mário Clemente retornou as atividades e apareceu na live para tratar das particularidades da vacina do Butantan. O secretário criticou as aglomerações nas últimas semanas ao classificar como ‘falta de amor próprio e ao próximo’.

“A melhor vacina é que tem segurança, eficácia, que seja aprovada pela Anvisa e que esteja disponível para a população”, destacou o médico. Em explicação sobre a coronavac, o secretário classificou-a como ‘uma baita vacina’, ao se referir sobre a eficácia do imunizante.