Guarulhos fica com apenas 5.040 doses do 5º lote da vacina do Butantan

Foto: Ivanildo Porto/PMG

As doses que pertencem à cidade chegam amanhã (25) ao Centro de Vigilância Epidemiológica localizado em Mogi das Cruzes

A Prefeitura de Guarulhos informou nesta quarta-feira (24) que começa nesta quinta-feira (25) a aplicar a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em moradores das 57 Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) cadastradas na cidade, bem como nos funcionários que trabalham nesses locais.

Somados, esses dois públicos equivalem a mais de duas mil pessoas. A cidade terá 5.040 doses da coronavac no fatiamento do 5º lote de entregas da vacina do Butantan. A imunização ocorrerá de forma simultânea nas quatro regiões de saúde da cidade e deverá ser concluída até 03 de março.

Os cerca de 1.200 idosos institucionalizados e aproximadamente 900 trabalhadores das ILPIs tomaram a primeira dose contra a Covid-19 entre os dias 4 e 5 de fevereiro. Além deste público, as equipes das Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão vacinando em casa, idosos acamados com 85 anos ou mais.

Mais de 1.300 pessoas nessas condições, dentro dessa faixa etária, cadastradas nas UBS já foram imunizadas até o momento. Para aqueles que ainda não têm cadastro, a recomendação é que sejam cadastrados na unidade mais próxima da residência e solicitem a vacinação.

Quinto lote de vacinas: Coronavac

A região do Alto Tietê vai receber nesta quinta (25) da Secretaria de Estado da Saúde o repasse de 11.499 doses da vacina do Butantan. O 5º lote é destinado à complementação da vacinação de idosos entre 85 a 89 e novas doses para imunização de idosos de 80 a 84 anos.

Com a nova remessa de CoronaVac, a região contabiliza 128.670 vacinas recebidas em cinco lotes desde o dia 20 de janeiro. Guarulhos vacinou 43.129 pessoas até esta quarta-feira (24) e apesar de ter recebido o maior número de doses no grupo, não está na lista das cidades que vacinam mais.

Uma nova remessa deve ser enviada neste fim de semana ao Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) que tem sede em Mogi das Cruzes. O Consórcio dos municípios do Alto Tietê (Condemat) informou que já oficializou o questionamento ao Governo do Estado quanto ao planejamento da campanha de segunda doses aos profissionais de saúde nos municípios.

Já o governo municipal destacou no último sábado (20) que tentaria uma reunião com a equipe do Palácio dos Bandeirantes para entender os critérios de distribuição das doses. Guti (PSD) já apontou que pode entrar com medida judicial, caso se confirme a desproporcionalidade na quantidades entregue à Guarulhos em detrimento de outras cidades, como Campinas.