Guarulhos não deve antecipar intervalo entre a 1° e 2° dose das vacinas AstraZeneca e Pfizer

Foto: Fábio Nunes Teixeira/PMG

Na semana passada, a cidade começou aplicar a 1ª dose em adolescentes acima de 12 anos e 3ª dose em idosos com mais de 90 anos

Questionada pelo Guarulhos Online a Secretaria Municipal de Saúde não deu detalhes, mas disse que não planeja antecipar o intervalo entre primeira e segunda doses das vacinas Astrazeneca e Pfizer contra a Covid-19

O intervalo previsto pelo fabricante de ambas as vacinas é de 04 a 12 semanas. Mas algumas cidades pelo país reduziram o espaçamento entre doses em razão do avanço da variante Delta do coronavírus.

Como é o caso da cidade de São Paulo que criou um cadastro da ‘xepa’, que permite a quem já recebeu a primeira dose há mais de 30 dias poder receber a 2° dose antes do prazo agendado na carteirinha, conforme a disponibilidade de doses nos postos.

Outro fator determinante para essa antecipação é a baixa adesão à segunda aplicação, isto porque, muitas pessoas não retornam aos postos para completar o esquema vacinal e ficam com a imunização incompleta.

Em Guarulhos, até o mês passado, eram pouco mais de 15 mil pessoas que ainda não tinham retornado às UBS para imunização com a segunda aplicação. Até o momento, mais de 65% da população da cidade já recebeu pelo menos uma dose (primeira ou única) da vacina da Covid-19.

Já a segunda aplicação, apenas 23,1% dos moradores da cidade estão com as duas doses em dia. Dos 15.335 faltosos, 35 deveriam ter tomado a vacina em fevereiro passado, 371 em março, 811 em abril, 921 em maio, 254 em junho e 12.943 em julho.

Só em agosto mais 34.467 pessoas estavam com data marcada para receber a segunda dose, destas, 27.266 devem receber a vacina Astrazeneca. Na semana passada, a cidade começou aplicar a 1ª dose em adolescentes acima de 12 anos sem comorbidades, além da aplicação da dose de reforço em idosos com mais de 90 anos.