Guti solicita R$ 18,6 mi para a conclusão do Hospital da Mulher e 3 UPAs

Foto: Paulo Uemura/PMG

O prefeito participou da visita de Pazuello a Guarulhos, onde acompanhou a apresentação sobre o programa nacional de vacinação contra Covid-19

O prefeito de Guarulhos, Guti, recepcionou o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello nesta quarta-feira (23) em sua chegada à Base Aérea de São Paulo, para uma visita ao Centro de Logística do Ministério da Saúde, localizado no bairro do Taboão, em Guarulhos.

Na oportunidade, acompanhado do secretário de Saúde em exercício, Michael Rodrigues de Paula, Guti entregou ao ministro e ao superintendente do Ministério em São Paulo, José Carlos Paludeto, uma extensa pauta de reivindicações com o objetivo de melhorar o atendimento médico na cidade. 

Em seguida, Guti participou da visita ao Centro de Logística, onde pode acompanhar a apresentação do ministro sobre o programa nacional de vacinação contra Covid-19, que deve ter início no final de janeiro ou início de fevereiro.

“Dependemos de uma série de fatores, que envolvem a liberação das vacinas pela Anvisa e a entrega pelos fornecedores. No melhor cenário, iniciamos a vacinação em 20 de janeiro. Numa visão intermediária, a partir de 1o de fevereiro. E na pior das hipóteses, no dia 10 do mesmo mês”, explicou. Para Pazuello, toda a população deverá estar imunizada até o final de 2021. “Nossa meta é ter a pandemia sob controle antes do final do ano que vem”. 

A pauta de reivindicações entregue por Guti a Pazuello inclui desde recursos financeiros, da ordem de R$ 18,6 milhões para a conclusão do Hospital da Mulher; repasses para construção de pelo menos mais três UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) em diferentes bairros da cidade, transformação de dois PAs (Pronto Atendimento) em UPAs, verbas para custeio em diferentes áreas da saúde municipal, como a renovação do processo de informatização das unidades de saúde, entre outras reivindicações fundamentais para garantir melhoras significativas no atendimento médico ao guarulhense.

“São diversas reivindicações que estamos pleiteando junto ao Governo Federal para que consigamos implementar um avanço significativo no atendimento médico à nossa população”, explicou Guti.