Lote com 3 milhões de doses da vacina da Janssen doadas pelos EUA chegou ao Brasil

Foto: Ministério da Saúde

O imunizante é aplicado em dose única e foi doado pelos Estados Unidos

Na manhã desta sexta-feira (25), o lote com 3 milhões de doses de vacinas da Janssen contra a Covid-19, doadas pelo governo estadunidense, desembarcaram no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP). O lote é avaliado em R$ 145 milhões.

O  ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, acompanhou a chegada dos imunizantes, ao lado do embaixador dos Estados Unidos no Brasil, Todd Chapman. Queiroga agradeceu a colaboração do governo americano.

“Essas vacinas fazem parte do nosso esforço para garantir a imunização da população brasileira. Até setembro, 160 milhões de brasileiros devem receber 1 dose de esperança no braço. E com a doação do governo americano, iremos acelerar a esperança do nosso povo”, destacou Queiroga

O embaixador Todd Chapman disse que “esses 3 milhões de doses representam a maior doação” que os Estados Unidos já fizeram “para qualquer nação”. O imunizante, de dose única, está aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso emergencial e é produzido pela farmacêuticaJohnson & Johnson.

Primeiro lote desembarcou em Guarulhos nesta semana

Na terça-feira (22), o primeiro lote com 1,5 milhão de doses da vacina da Janssen desembarcou no Aeroporto Internacional de Guarulhos. A previsão anterior é de que o país recebesse 3 milhões de doses deste imunizante, mas a entrega não se concretizou.

O Ministério da Saúde apontou que o contrato firmado com a farmacêutica, anunciado em março, prevê a entrega de 38 milhões de doses.

*Com informações da Agência Brasil