Mais de 500 mil pessoas em SP não retornaram para 2º dose

Foto: Ivanildo Porto/PMG

A segunda aplicação é fundamental para garantir a imunização completa contra a Covid-19

O setor de saúde do governo de São Paulo faz uma alerta nesta quinta-feira (27) para 501,6 mil pessoas que ainda não compareceram aos postos de vacinação para tomar a segunda dose da vacina contra Covid-19.

Idosos de mais de 80 anos são a maioria entre os que não tomaram o imunizante da Fiocruz/Astrazeneca. Os dados consolidados até hoje mostram que 501.693 pessoas que já receberam a primeira dose dos imunizantes disponíveis.

Ainda precisam completar o esquema vacinal, ou seja, receber a segunda dose. O total inclui 212.403 pessoas que não tomaram a vacina da Fiocruz/Astrazeneca e outros 289.290 referentes à vacina do Butantan (Coronavac). 

Mais da metade das pessoas que se enquadram nestes públicos reside na Grande São Paulo, que registra 262.286 faltosos. Do total de pessoas que não tomaram as doses da Fiocruz/Astrazeneca, 80% são idosos de 80 a 89 anos de idade e os demais profissionais de saúde.

Os quantitativos de primeira e segunda dose são idênticos, realizados em duas entregas diferentes para que o município realize a aplicação e conclua a imunização das pessoas.  

As grades de vacinas são enviadas com base no cronograma do PEI e com todas as orientações técnicas em conformidade com o intervalo de tempo de aplicação entre doses (até 28 dias para a vacina do Butantan e até 12 semanas para a da Fiocruz). 

Ainda assim, a pasta encaminhou na semana passada 279.815 doses extras de Vacina do Butantan para cerca de 500 cidades. Os imunizantes são exclusivos para a aplicação de segunda dose. Este número foi informado à pasta estadual pelas próprias prefeituras, em consulta realizada aos 645 municípios, na última semana.