Mulher, negra e enfermeira é a primeira brasileira vacinada contra a covid-19

Foto: Divulgação/Governo de SP

Após aprovação da Anvisa, governo de SP aplica 1ª dose da CoronaVac antes do início do plano nacional de vacinação

O governo de São Paulo aplicou a primeira dose da CoronaVac na tarde deste domingo (17), quem recebeu a vacina foi a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, que trabalha há 10 meses na linha de frente do Hospital Emílio Ribas.

A aplicação foi feita no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). O governador João Doria (PSDB) acompanhou a aplicação.

Otimista com a vacina, a enfermeira acredita que a imunização será essencial para que os brasileiros possam voltar a ter uma vida normal.

“Quem cuida do outro tem que ter determinação e não pode ter medo. É lógico que eu tenho me cuidado muito a pandemia toda. Preciso estar saudável para poder me dedicar. Quem tem um dom de cuidar do outro sabe sentir a dor do outro e jamais o abandona,” disse Mônica.

Após receber a aplicação, o governador João Doria entregou a Mônica um selo simbólico com os dizeres “Estou vacinado pelo Butantan”, além de uma pulseira com a frase “Eu me vacinei”.