Prefeitura diz que solicitou 400 mil, mas recebeu só 30 mil testes de Covid-19

Foto: Michel Wakin/Guarulhos Online

A cidade deve retomar novos mutirões que vão ampliar a testagem da população e diagnosticar quem em Guarulhos já teve contato com o novo coronavírus. As tratativas com o Ministério da Saúde pediam segundo o Secretário Municipal de Saúde, Dr. José Mário Clemente, repasse dos testes ou custeio para a compra.

Apesar da afirmação na quinta-feira (27) da semana passada, de que solicitou 400 mil testes ao Ministério da Saúde, o Prefeito Gustavo Henric Costa (PSD) informou nesta segunda-feira (31) que o município deve receber apenas 30 mil.

Destes, 20 mil serão sorológicos, chamados também de testes rápidos, detectam em até 15 minutos por meio de uma picada no dedo, se o contactante teve ou não coronavírus. Os outros 10 mil serão do tipo RT-PCR, que apesar de ter resultado mais demorado, é mais preciso, pois detecta o vírus na secreção do nariz ou garganta.

De acordo com Guti que informou em sua live nesta segunda-feira (31), os testes mais específicos serão feitos separadamente dos mutirões de testes rápidos, que ainda não tem datas nem locais previstos para acontecer.

Balanço da Testagem nos Mutirões

A Secretaria de Saúde de Guarulhos informou que o total de testes realizados nos quatro mutirões realizados neste mês foi de 14.663 com 1.345 resultados positivos, o que representa 9,17% das pessoas testadas.

Nos dois dias de mutirão realizados no Bosque Maia em 7 e 8 de agosto foram feitos 4.009 testes com 510 resultados positivos. Já no CEU Continental, foram 4.100 testes feitos em 14 e 15 de agosto com 201 resultados positivos.

No CEU Pimentas foram 3.064 testes feitos no local em 21 e 22 de agosto e houve 147 resultados positivos. No CEU Presidente Dutra foram 3.478 testes realizados em 28 e 29 de agosto com 483 resultados positivos.

Cada local representa uma região de saúde da cidade que contempla dezenas de bairros em regiões específicas, assim é possível mapear mais detalhadamente, quais as regiões onde há maior contágio e incidência de casos.

Os números dos testes feitos diariamente nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) por meio de agendamento para contactantes não integra o boletim. Nesses locais os testes ainda continuam sendo realizados e não é preciso pegar fila, mas marcar presencialmente um horário e levar RG e cartão do SUS no dia do exame.