SP bate recorde na campanha vacinal e 493,6 mil doses foram aplicadas em um único dia

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Campanha segue em ritmo acelerado para cumprir calendário da 1ª dose até 20 de agosto

O Governo de São Paulo confirmou a aplicação recorde de vacinas contra a Covid-19 no estado em um único dia. Na última quinta-feira (15), o Vacinômetro registrou 493.605 doses aplicadas nos 645 municípios paulistas, quase 19% a mais do que na véspera.

Após duas reestruturações do Plano Estadual de Imunização, desde o mês passado, a campanha de vacinação prossegue em ritmo bastante acelerado, com sucessivos registros diários superiores a 300 mil doses desde a segunda quinzena de junho.

A meta do Governo de São Paulo é proteger toda a população adulta com ao menos uma dose até 20 de agosto. Até as 11h52 desta sexta (16), o Vacinômetro registrava um total de 30.528.110 vacinações contra o coronavírus em todo o estado desde o início da campanha em 17 de janeiro.

Na quinta-feira (15), os dados do Vacinômetro mostram 312.626 aplicações de primeira dose e outras 144.353 de segunda dose das vacinas do Butantan, Fiocruz e Pfizer. Além de 36.626 imunizações com dose única do imunizante da Janssen.

O antigo recorde da vacinação contra o coronavírus no estado de São Paulo havia sido obtido no dia 17 de junho, com 480.691 aplicações – foram 469.152 em primeira dose e outras 11.539 em segunda dose naquele dia.

A terceira maior marca até agora foi a do dia 07 de julho, com 472.896 vacinações – 264.675 em primeira dose, 49.768 em segunda e 158.453 aplicações únicas.

São 22.548.302 aplicações de primeira dose, além de outras 7.035.122 pessoas com ciclo completo de duas vacinações e 944.686 protegidas com dose única. O esquema vacinal completo já imunizou 17,24% da população geral de SP.

A evolução diária da vacinação em São Paulo pode ser acompanhada no Vacinômetro. Qualquer pessoa tem acesso a dados detalhados sobre doses aplicadas por município, distribuição de doses, ranking de vacinação, ranking de aplicação das doses distribuídas, evolução da aplicação de doses e estatísticas gerais do PEI.