SP libera aplicação de segunda dose com Pfizer em grávidas que receberam Astrazeneca

Foto: Reprodução

A partir desta sexta (23), grávidas e puérperas vacinadas com primeira dose da Astrazeneca poderão comparecer à UBS, no dia marcado no cartão, para completar imunização com vacina da Pfizer

A partir desta sexta-feira (23), grávidas e puérperas que receberam a primeira dose da vacina Astrazeneca contra Covid-19 estarão liberadas para tomar a segunda dose com a vacina da Pfizer.

A decisão do Governo do Estado de São Paulo acontece com base numa deliberação bipartite, emitida na manhã desta quarta-feira (21). Este público representa cerca de 9 mil mulheres.

De acordo com a coordenadora geral do Programa Estadual de Imunização, Regiane de Paula, elas devem comparecer preferencialmente na Unidade Básica de Saúde (UBS) na qual receberam a primeira dose da Astrazeneca para receber, no dia indicado no cartão vacinal, a vacina da Pfizer.

Em maio, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a suspensão do uso da Astrazeneca para mulheres gestantes. A medida se deu após a identificação de reação adversa, que levou a morte de uma grávida de 35 anos.