Polícia e Vigilância Sanitária autuam Bahamas Club com mais de 50 pessoas dentro

Foto: Reprodução

A casa noturna de Moema, na capital paulista estava descumprindo as regras do Plano SP; uma tabacaria também foi flagrada na mesma operação

Agentes do Comitê de Blitze autuaram, na noite desta quarta-feira (17), uma casa noturna após descumprimento das normas sanitárias e das restrições de circulação do Plano São Paulo. Mais de 50 pessoas estavam aglomeradas no estabelecimento localizado no bairro de Moema.

Após a ação as pessoas foram liberadas e o proprietário conduzido à 1ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Infrações Contra a Saúde Pública (DIISP), do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC). Ele foi autuado por infração de medida sanitária preventiva.

O local foi preservado até a chegada de equipes do Instituto de Criminalística (IC), responsável pela perícia. A Polícia Civil prossegue com as investigações. No último final de semana, 58 estabelecimentos comerciais da capital foram autuados.

Nesta quarta-feira (17) o Estado bateu mais um recorde de pessoas internadas, sendo 11.109 em UTI e 14.771 em enfermaria, as taxas de ocupação de leitos chegaram a 90,3% e 617 pessoas morreram vitimas do Covid-19.

O Comitê de Blitz , criado no último dia 12 em conjunto com a Prefeitura de São Paulo, tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas implementadas na Fase Emergencial e dessa forma evitar a propagação do coronavírus.

Integram o Comitê agentes da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) pela Prefeitura de São Paulo, além de profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e das Polícias Civil e Militar, por parte do Governo de SP.

Tabacaria

Agentes do Comitê também atuaram em um estabelecimento comercial localizado na Freguesia do Ó, na madrugada desta quinta-feira (18). No local tinham 50 pessoas desrespeitando as normas sanitárias. Foram apreendidas seis máquinas eletrônicas de cartão, cinco rádios comunicadores e aparelhagem de som.

Quatro pessoas foram autuadas por infração de medida sanitária preventiva. A ocorrência foi apresentada no DPPC. O cidadão pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não-essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também pelo site do Procon-SP ou Centro de Vigilância Sanitária.