Bruno Covas morre aos 41 anos, vítima de câncer

Foto: Divulagação

O prefeito de São Paulo enfrentava um câncer no sistema digestivo e estava internado desde 2 de maio

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), faleceu na manhã deste domingo (16) aos 41 anos, em São Paulo. Ele lutava contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado desde 2019. Covas deixa um filho de 15 anos, Tomás.

Bruno assumiu a cadeira de prefeito da maior cidade do país em abril de 2018 quando João Doria decidiu abandonar o posto para concorrer ao governo de São Paulo. No ano passado, foi reeleito no segundo turno, derrotando Guilherme Boulos (PSOL), com mais de 3,1 milhões de votos (59%), seu maior feito nas urnas foi vencer na primeira etapa da disputa em todos os distritos da capital.

Covas estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na Capital, desde 2 de maio, quando se licenciou da prefeitura. Na sexta-feira (14), ele teve uma piora no quadro de saúde e a equipe médica informou que seu quadro havia se tornado irreversível.

Bruno Covas é o primeiro prefeito da cidade de São Paulo a morrer durante o mandato. Ricardo Nunes (MDB), o vice-prefeito, irá assumir definitivamente o cargo.