Estado terá fase vermelha até 19 de março, toque de restrições é ampliado entre 20h e 05h

Foto: Reprodução

O ‘toque de restrições’, estabelecido desde a última sexta-feira (26) foi ampliado em 09h durante a madrugada

A partir deste sábado (06) todos os municípios paulistas devem seguir as regras da fase vermelha do plano de flexibilização da quarentena. O anúncio já era aguardado desde o começo da semana, quando os técnicos do governo paulista passaram a cogitar lockdown.

O comunicado e medidas mais severas de maneira integral em todos os municípios paulistas foi feito nesta quarta-feira (03) pela equipe de João Doria (PSDB). A fase vermelha é a mais restritiva do plano de flexibilização e não permite o funcionamento de bares e restaurantes.

Pelos próximos 14 dias, ou seja, até 19 de março, todos os municípios paulistas ficarão no regime que permite apenas funcionamento de serviços essenciais. O prazo de 48 horas, segundo o governo é para planejamento dos setores econômicos.

Escolas

Neste período, as escolas públicas e particulares vão continuar abertas e mesclar o regime presencial com aulas online. Apesar das restrições, o decreto publicado esta semana, com aval do governador, que prevê atividades religiosas com público, continua em vigor.

Diante do avanço de novos casos, o Centro de Contingência demonstrou que as próximas duas semanas serão as piores desde 26 de fevereiro de 2020. A data marca o registro do primeiro caso de Covid-19 no estado de São Paulo, mais de um ano depois, os números são alarmantes.

A taxa de contaminação e registros de casos em pessoas mais jovens, além da lotação máxima de leitos em hospitais privados, pesou na decisão de restringir de maneira mais severa a circulação de pessoas, como forma de conter o avanço do vírus e mais mortes pela doença.

Futebol

Segundo o Coordenador do Centro de Contingência, José Medina, os campeonatos de futebol como o Paulistão, não serão suspensos mesmo com as restrições. De acordo com o médico, a população precisa de diversão e os ambientes são controlados.

Leitos

Novos 500 leitos hospitalares serão ativados gradualmente a partir de 08 de março em todo o estado. Segundo o Secretário Estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, as unidades serão instaladas em hospitais municipais, estaduais e santas casas em diversas cidades.

No fim da tarde desta quarta-feira (03) deve ser divulgado quantos leitos a região do Alto Tietê deve receber, após cobrança dos prefeitos do Consórcio de Desenvolvimento (Condemat). Guarulhos conta neste momento, com leitos da iniciativa privada, mas registra taxa de mais de 80% de ocupação em unidades públicas.

*Editado às 14h40 de 03/03