Doria pede a prefeitos, testagem e fiscalização rigorosa contra festas clandestinas

Foto: Reprodução

Estado solicita a 62 municípios ampliação de testagem para rastreamento de casos, uso de máscaras e fiscalização rigorosa contra aglomerações, mas não aponta plano de ampliação de leitos contra Covid-19

Por meio de videoconferência, o Governador João Doria (PSDB) e autoridades de 62 cidades, incluindo Guarulhos, que estão em atenção após aumento de casos e internações por Covid-19, se reuniram nesta terça-feira (01).

Na reunião, o estado solicitou uma parceria com os municípios e pediu a ampliação de testagem, rastreamento de casos confirmados e suspeitos, uso obrigatório de máscaras e fiscalização rigorosa contra aglomerações e festas clandestinas.

O Secretário de Saúde, Jean Gorinchteyn explicou que a ampliação das taxas de testagem é uma arma para monitoramento e controle da pandemia. Diagnósticos positivos precisam ser acompanhados mesmo com pacientes assintomáticos.

Em outra frente, o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi pediu que as Guardas Civis e a Vigilância Sanitária dos municípios sejam rígidos para coibir aglomerações em ambientes públicos e privados.

A solicitação foi reforçada pelo Vice-Governador, Rodrigo Garcia uma vez que eventos irregulares e desrespeito às normas de distanciamento social podem ter facilitado a reaceleração do contágio entre jovens e adultos.

O governo não reconhece, mas o processo eleitoral e as campanhas políticas nas ruas contribuíram para o novo pico do coronavírus, já que o uso da máscara e os cuidados sanitários foram relaxados neste período.

O Governo de São Paulo se comprometeu a apoiar com equipes da Vigilância Sanitária Estadual em ações municipais com aumento de operações na Grande São Paulo, interior e litoral. A Polícia Militar também poderá ser acionada pelas equipes locais para garantir a segurança de fiscais, principalmente em ações noturnas.

Os municípios em atenção possuem mais de 70 mil habitantes e apresentam, segundo a atualização mais recente do Plano São Paulo, ocupação média de leitos acima de 75% ou aumento de internações em mais de 10%, na comparação dos últimos sete dias com o mesmo período anterior.

As cidades monitoradas para reforço no controle da pandemia e mais detalhes sobre a realocação na fase amarela podem ser vistas aqui.

Guarulhos

Questionada, a Prefeitura de Guarulhos afirmou que por força judicial vai seguir as determinações do Plano São Paulo. Informa ainda que conta com um plano de contingência para aumentar a oferta de leitos para Covid-19 caso seja necessário.

Apesar disso, o prefeito reeleito Gustavo Henric Costa (PSD) aponta que a cidade está com números confortáveis. A administração municipal informou à reportagem que circulação dos ônibus segue sem alteração e que cirurgias, exames e consultas não serão cancelados.