Guarulhos deve imunizar 300 pessoas no primeiro dia de vacinação

Foto: Ivanildo Porto/Guarulhos Online

Guarulhos foi uma das primeiras cidades do Alto Tietê a receber doses da Coronavac

Depois de muita expectativa, os trabalhadores da saúde da região começaram a ser imunizados nesta quarta-feira (20), logo após a chegada da primeira remessa de vacinas destinada às cidades do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê.

São 28.750 doses de imunizantes, que serão aplicadas em profissionais que estão atuando diretamente com pacientes infectados ou com quadro suspeito. As primeiras cidades do Condemat a receberem a vacina foram Santa Branca, que pertence à região administrativa do Vale do Paraíba, e Guarulhos, do bloco das 11 cidades do Alto Tietê.

Foram recebidas, respectivamente, 154 e 13.680 doses. Santa Branca abriu a vacinação na área do Condemat, com a imunização da auxiliar de enfermagem Elisabete Aparecida Santos. Ao longo do dia cerca de 90 profissionais da saúde foram vacinados. 

Em Guarulhos o início da vacinação ocorreu no HMU – Hospital Municipal de Urgência, já no começo da noite e a expectativa do prefeito Guti (PSD) era de imunizar 300 pessoas só neste primeiro dia.

Segundo informações do Centro de Distribuição e Logística da Coordenadoria de Controle de Doenças do Estado, o caminhão com as vacinas destinadas aos demais municípios do Alto Tietê deixou São Paulo no final da tarde desta quarta-feira e a previsão é de que todas as cidades recebam as doses ainda hoje.

O presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi, comemorou o início da vacinação na região, mas chamou atenção para os cuidados que devem ser mantidos. “A expectativa é de que nesta quinta-feira (21) todas as nossas cidades estejam vacinando os trabalhadores da saúde, o que traz grandes esperanças na luta contra o coronavírus”, disse.

O quantitativo do primeiro lote para os municípios representa apenas 40% da necessidade, tomando como base a campanha da Influenza de 2020. Todas essas vacinas deverão ser usadas como primeira dose no grupo a ser imunizado.

O Governo do Estado garantiu que a segunda dose para esse público chegará a tempo de ser aplicada dentro dos 21 dias preconizados para a CoronaVac. Até o momento não há previsão do envio de novas remessas de vacina para ampliar a vacinação tanto para os trabalhadores da saúde, como também para os idosos em geral e indígenas.