Você sabe quais são os prejuízos causados pelo abuso de álcool?

Foto: Jamal Yahya/Pexels

Pela Organização Mundial da Saúde (OMS) o alcoolismo é considerado uma doença crônica. É caracterizada pelo consumo compulsivo de álcool. O alcoolista se torna gradativamente tolerante à intoxicação produzida pelo álcool, e quando cessa a ingestão podem aparecer sintomas de abstinência.

Foi estabelecida algumas diretrizes para que seja realizado o diagnóstico. É necessário observar:

  • Uma intensa vontade ou compulsão de ingerir bebidas alcoólicas
  • Aumento nas doses ingeridas
  • O aparecimento da abstinência quando se é interrompido ou reduz o uso
  • Investimento de maior de tempo em consumir a substância
  • Abandono de outras atividades devido ao consumo
  • Repetidas tentativas sem sucesso de cessar ou reduzir o consumo do álcool 
  • Uso contínuo mesmo quando se tem contra indicações (problemas de saúde) 

O álcool provoca diversos tipos de prejuízos na vida de uma pessoa, e seu consumo de forma exagerada pode levar a pessoa à morte. 

Prejuízos Físicos

Disfunções imunológicas, anemia, osteoporose, problemas de coração, lesões hepáticas, cirrose, gastrite, úlcera, vários tipos de câncer como de boca, esôfago, laringe, estômago, fígado, próstata, cólon, reto e de mama.  

Prejuízos Cerebrais/ Psíquicos

Atua como depressor do sistema nervoso central, interferindo diretamente em mecanismos cerebrais e em suas funções cognitivas, como no raciocínio, memória, concentração, atenção e coordenação motora, acarreta demência, ansiedade, irritabilidade.

Prejuízos Sociais e econômicos

Comportamentos agressivos, isolamento, perda do trabalho e dinheiro, afastamento da família. O tratamento inclui a desintoxicação, que é realizada através de cuidados médicos, para sanar os efeitos agudos da retirada do álcool e reabilitação através de tratamento psicológico e apoio emocional. 

Canais gratuitos para tratamento: 

  • CAPS AD – Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas
  • AA – Alcoólicos Anônimos

Devido a existência de um alto índice de recaídas em relação ao consumo, é importante unir os tratamentos médico e psicológico, o amor e cuidado da família, atenção dos amigos e auxiliar nas crenças do alcoolista.  

Ana Paula Souza é Psicóloga Clínica com experiência em atendimentos de adolescentes e adultos Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental Aperfeiçoamento em Perdas, Luto, Depressão e Ansiedade Extensão em Saúde Mental e Cuidados no Acolhimento ao Luto em Situação de Crise Palestrante em Saúde Mental, Educação e Desenvolvimento Pessoal Consultora de Recursos Humanos e Desenvolvimento Pessoal Membro da Associação Brasileira de Estudos e Prevenção do Suicídio (ABEPS).